RESULTADO DA REUNIÃO COM O TRIBUBAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO

 

A ASJCOESP juntamente com demais entidades representativas do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo participou da reunião virtual com os representantes do TJ, Des. Antonio Carlos Malheiros, Dr. Gabriel Pires de Campos Sormani, Dr. Alexandre Andretta dos Santos bem como o Sr. Secretário Geral do RH Pedro Cristóvão Pinto.

Em questão a pauta de reivindicações encaminhada em conjunto pelas entidades que foram apreciadas pela Presidência do TJ. Obviamente não houve resposta para todos os itens, mas destacou-se a volta presencial dos funcionários ao trabalho. O Tribunal de Justiça ampliou o horário para as 19:00 horas, fato que todas as entidades discordaram e solicitaram que seja reavaliada a questão junto à Presidência, já que em muitas cidades do Estado a faixa para contaminação do Covid19 ainda encontra-se no amarelo/vermelho. Na capital, ponderamos que a maioria dos funcionários utiliza transporte coletivo e o horário de trabalho estipulado pela Presidência os coloca em risco, pois terão de se deslocar em horário de grande acúmulo de pessoas que utilizam o mesmo meio de transporte.

Salientou-se, ainda, que várias entidades receberam notícias de morte de funcionários pela contaminação do vírus e esse deveria ser um fator de preocupação por parte do Tribunal de Justiça já que o Estado ainda não dispõe da vacina para imunização. Nesse passo, o Dr. Alexandre Andretta dos Santos informou que poderá levar a apreciação da Presidência a questão do horário a fim de decidirem sobre a possibilidade de alteração. As entidades reforçaram que o melhor seria a manutenção do trabalho remoto até que haja a imunização de todos pela vacina.

Outro destaque discutido foi a data-base. As entidades pontuaram que o TJ dispõe de recursos para aplicação independente do orçamento, porém os representantes do Tribunal de Justiça insistem que com a pandemia houve queda na arrecadação e que a Presidência deverá aguardar a previsão orçamentária para verificação da possibilidade de aplicação da data-base. Foi reiterado pelas entidades o pagamento dos auxílios alimentação e transporte a todos os funcionários de forma igualitária, sem exceções.

Sobre os demais itens reivindicatórios, ficou acordado que as entidades receberão comunicado sobre as decisões pois dependem de análise de outros órgãos que não a Presidência. As categorias se reunião para decidir sobre os próximos passos a serem tomados. Havendo notícias esta entidade informará aos prezados associados.

Categoria: Destaques
Acessos: 48

© Telefones: São Paulo: 3111-9300 (Capital) - 0800-0140006 (Interior).